Síndrome de Burnout é uma consequência do acúmulo excessivo de estresse no trabalho, causando nervosismo ao realizar as atividades da rotina de trabalho, pesquisas apontam normalmente os profissionais que mais apresentam a síndrome são os que atuam da área de saúde e professores e que não observam que suas atividades são reconhecidas pela liderança e seus colegas de trabalho, atuando por muitas vezes com cargas horárias de trabalho exaustivas sem pausas para o lazer.

Além disso, a síndrome também pode surgir quando se planejam objetivos de trabalho muito difíceis, fazendo que, ao fim de algum tempo, o trabalhador ache que não tem capacidades suficientes para os atingir.

Esta síndrome pode ressaltar em um processo depressivo, o importante é que nos primeiros sinais de estresse os profissionais busquem ajuda com tratamento psicológico, criando estratégicas para aliviar a tensão.

 

Mas como identificar os primeiros sinais?

 

É comum alguns dias são sentirmos vontade de sair da cama para cumprir a nossas rotinas, todavia, se a desmotivação se tornar habitual, é um sinal de alerta para buscar ajuda e desacelerar para prevenir problemas maiores em sua saúde.

 

Além disso, outros sintomas que podem ser identificados incluem:

 

  • Sentir-se cansado e sem energia quase sempre;
  • Ter dor de cabeça frequente;
  • Alterações no apetite;
  • Dificuldade para pegar no sono;
  • Ter sentimentos constantes de fracasso e insegurança;
  • Sentir-se derrotado e sem esperança;
  • Dificuldade para cumprir com as responsabilidades do trabalho;
  • Vontade de se isolar dos outros.

 

No início é comum as pessoas que nos rodeiam não perceberem, mas com o passar do tempo, pessoas refiram alterações na forma de ser, da pessoa afetada.

 

Como se trata a síndrome?

 

Ao primeiros sinais: busquem realizar atividades fora de sua rotina, que lhe tragam alegria e distração, o velho e bom “tirar o pé do acelerador” e evite o excesso de trabalho, reorganizando os objetivos mais exigentes que tinha planejado.

 

Porém, caso os sintomas persistirem, busque ajuda de profissionais especializados.

 

Como evitar o surgimento da síndrome

 

Sempre que aparecem os primeiros sinais de burnout é admirável focar em estratégias que ajudam a reduzir o estresse, sendo que é extremamente pessoal a forma de deixar um pouco o foco do trabalho e relaxar para não piorar o quadro e se tornar a síndrome um processo depressivo.

 

Cuide de você, não esqueça o quanto és importante para o universo e que fazendo uma boa gestão do tempo, conseguirá conciliar sua rotina de trabalho com sua vida pessoal sem causar danos a sua saúde.

 

Artigo baseado na publicação do site https://www.tuasaude.com/sindrome-de-burnout/

Categorias: RH/GP

colaborarh

Assessoria em Gestão de Pessoas