É muito comum ouvirmos comentários do tipo: “A rede social é minha eu posto o que eu quiser”, sim possuímos total livre arbitro para postarmos o que quisermos, todavia, todo cuidado é válido ao que se trata a impressão profissional que deseja demonstrar aos empregadores e até mesmo para empresa onde está atuando podendo ser prejudicial para a evolução profissional da sua carreira.

Algumas pequenas postagens podem demonstrar o perfil comportamental de uma determinada pessoa.

Atitudes referentes ao excesso de informação de caráter pessoal e informal, fotos com poses que remetam à sensualidade e à informalidade, falta de educação e arrogância, disseminação de preconceitos e generalizações, desabafos, agressividade, julgamentos e comentários sobre outras pessoas, embora esses sejam erros primários e imaturos, são extremamente comuns, já que os profissionais não acreditam ou não percebem que estão se colocando numa imagem negativa e isso faz com que as oportunidades desapareçam.

Lógico que não há mal nenhum em assumir uma vida social nas redes, mas alguns excessos influenciam de forma negativa, precisando haver equilíbrio e bom senso.

Através das redes sociais é possível observar a vida privada do profissional, ou seja, se faz uso abusivo de álcool e outras substâncias que possam vir a comprometer suas responsabilidades na empresa, óbvio que não precisamos deixar de ter momentos de diversão, mas tomar cuidados com as postagens torna-se um ótimo aliado para o desenvolvimento de carreira e recolocação no mercado de trabalho.

Afinal, as empresas buscam por profissionais comprometidos com uma postura adequada, que prezem por um bom marketing pessoal e que demonstrem equilíbrio. Por isso, é fundamental refletir sobre o o que está postando e a forma como está utilizando as redes sociais, procurando desenvolver um filtro pessoal sobre o que é relevante e o que deve ser evitado.

Com o uso da tecnologia osempresários e profissionais da área de Recursos Humanos buscam informações nos seus perfis das redes sociais, sendo assim, avaliam se os valores dos candidatos condizem com a cultura da empresa onde atuam ou pretendem atuar.

Fica a dica gente, vale refletir para que possam atingir o sucesso que almejam em suas carreiras.

Categorias: RH/GP

colaborarh

Assessoria em Gestão de Pessoas